Procedimentos

Aproveitamento Extraordinário de Estudos
Atestado de Frequência
Atestado de Matrícula
Colação de Grau em Separado
Matrícula em Caráter Excepcional
Prorrogação de Prazo para Conclusão do Curso
Regime Domiciliar
Segunda Chamada de Avaliações
Trancamento de Matrícula
Validação de Disciplinas

 

Atestado de Matrícula

 

  1. Acessar o CAGR (http://cagr.sistemas.ufsc.br)
  2. Efetuar login
  3. Gerar e imprimir o atestado.

Se você não conseguir imprimir seu atestado é por algum dos motivos citados a baixo:

    • não está regularmente matriculado;
    • está devendo relatório de estágio (RAENO);
    • está com dados cadastrais (CPF, título de eleitor, certificado militar) inválidos.
      • Resolva sua pendência e repita todo o procedimento.
    • Algumas empresas só aceitam o documento se estiver carimbado e assinado. Neste caso, trazer o documento impresso na coordenadoria do curso para que seja carimbado e assinado.

 

Atestado de Frequência

 

      1. Obter, na coordenadoria do curso, o formulário apropriado.
      2. Colher a assinatura, no próprio formulário, de pelo menos 50% dos professores das disciplinas em que está matriculado.
      3. Levar o formulário na coordenadoria do curso para ser carimbado e assinado.

 

Trancamento de Matrícula no Curso

 

      1. Obter declaração da BU de que nada deve. O aluno deve ir até a BU para pegar a declaração.
      2. Obter declaração da Coordenadoria de Estágios do curso informando que não há pendência relacionado a estágios. O aluno deve ir até a sala do coordenador de estágios.
      3. Comparecer na Coordenadoria do Curso com os dois documentos acima e preencher o formulário apropriado.
      4. Segue formulário Trancamento-de-Matrícula
      5. Caso tratar-se de renovação de trancamento basta comparecer na Coordenadoria do Curso para preencher o formulário de trancamento.

 

Matrícula em Disciplina em Caráter Excepcional

 

Terminada as etapas de matrícula e de ajuste de matrícula, os alunos que ficaram com algum problema devem comparecer pessoalmente, no período de matrícula em caráter excepcional, na coordenadoria do curso para que seu caso seja analisado. Observar que NÃO EXISTE MAIS o formulário de autorização assinado pelo professor.

 

Validação de Disciplinas

 

A validação de disciplinas segue o procedimento abaixo:

      1. Para cada disciplina a ser validada, o aluno deve reunir documentos que comprovem a nota obtida, o conteúdo que foi ministrado e a carga horária cursada. Todos os documentos devem ter a identificação da instituição na qual a disciplina foi cursada, e devem ser acompanhados de tradução juramentada caso não estejam em português, espanhol ou inglês.
      2. Ir até a coordenadoria do curso e solicitar a validação das disciplinas. Você preencherá um formulário no qual devem ser indicados os códigos das disciplinas a serem validadas, que, junto com os documentos reunidos no passo anterior, formarão um processo de validação de disciplinas.
      3. Caso tenha solicitação de validação anterior (processo já existente), ir até o Departamento de Administração Escolar (DAE) e solicitar reencaminhamento do processo para coordenadoria. Você preencherá um formulário de reencaminhamento de validação de disciplina no qual indicará os códigos das disciplinas, observando os passos anteriores.
      4. O processo é enviado ao coordenador do curso para análise. Se a correspondência entre a disciplina a ser validada e a disciplina cursada for clara, o próprio coordenador valida a disciplina. Caso contrário, o processo é enviado ao departamento que oferece a disciplina (INE, EGC, CAD ou EPS) para que seja analisado por algum professor que ministre a disciplina.
      5. Depois de analisadas todas as disciplinas, a coordenadoria faz o registro das disciplinas validadas no Histórico Escolar do aluno, e encaminha o processo para o Serviço de Documentação (SEDOC) / DAE para arquivo.

O processo de validação pode ser aberto a qualquer tempo. No entanto, uma disciplina só pode ser validada a partir do momento em que todos os seus pré-requisitos foram cumpridos.

 

Segunda Chamada de Avaliações

 

Conforme previsto no regulamento dos cursos de graduação da UFSC, essa não é uma atribuição da coordenadoria do curso. A questão deve ser tratada junto à secretaria do departamento que oferece a disciplina, identificado pelas três primeiras letras do código da disciplina. Segue o artigo do regulamento que trata do assunto:

Art. 74 – O aluno, que por motivo de força maior e plenamente justificado, deixar de realizar avaliações previstas no plano de ensino, deverá formalizar pedido de avaliação à Chefia do Departamento de Ensino ao qual a disciplina pertence, dentro do prazo de 3 (três) dias úteis, recebendo provisoriamente a menção I.

§ 1º – Cessado o motivo que impediu a realização da avaliação, o aluno, se autorizado pelo Departamento de Ensino, deverá fazê-la quando, então, tratando-se de nota final, será encaminhada ao Departamento de Administração Escolar-DAE, pelo Departamento de Ensino.

§ 2º – Se a nota final da disciplina não for enviada ao Departamento de Administração Escolar-DAE até o final do período letivo seguinte, será atribuída ao aluno, automaticamente, nota 0 (zero) na disciplina, com todas as suas implicações.

§ 3º – Enquanto o aluno não obtiver o resultado final da avaliação da disciplina, não terá direito à matrícula em disciplina que a tiver como pré-requisito.

 

Regime Domiciliar

 

O regime domiciliar deve ser solicitado pelo aluno ao coordenador do curso, devendo ser anexados os documentos que comprovam a situação que levou o aluno a realizar o pedido. Seguem os artigos da Resolução 017/CUn/1997 que regulamentam o regime domiciliar:

Art. 75 – Serão merecedores de tratamento especial em regime domiciliar:

I – a aluna gestante, a partir do 8º mês de gestação e durante 4 meses, desde que comprovado por atestado médico competente.
II – o aluno com afecções congênitas ou adquiridas, infecções, traumatismos ou outras condições mórbidas caracterizadas por:
a) incapacidade física relativa, incompatível com a freqüência aos trabalhos escolares, desde que se verifique a conservação das condições intelectuais e emocionais para o prosseguimento da atividade escolar em regime domiciliar;
b) ocorrência isolada ou esporádica.

Parágrafo único – A concessão de tratamento especial em regime domiciliar fica condicionada à garantia de continuidade de processo pedagógico de aprendizagem.

Art. 76 – Como compensação da ausência às aulas, atribuir-se-ão ao aluno exercícios domiciliares, sob acompanhamento de professor, sempre que compatíveis com o seu estado de saúde e as características das disciplinas e do curso.

 

Aproveitamento Extraordinário de Estudos

 

Conforme a Resolução Nº 17/CUn/97, Art. 102, O aluno que tenha extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, poderá ter abreviada a duração do seu curso, de acordo com regulamentação estabelecida pela Câmara de Ensino de Graduação.

Ver procedimentos em:  Resolução nº005/CUn/2001

 

Prorrogação de Prazo para Conclusão do Curso

 

O prazo para integralização curricular do curso de Sistemas de Informação é de 16 semestres efetivamente cursados ou em que houve validação de disciplinas, excluindo trancamentos. Os alunos que, ao final do semestre letivo, tiverem excedido o prazo e não concluírem o curso serão desligados automaticamente por jubilamento. Para evitar o desligamento é possível solicitar prorrogação de prazo ao Colegiado do Curso. Para isso o aluno deve se dirigir à Coordenadoria do Curso e solicitar a abertura de um processo*, ao qual devem ser anexados os seguintes documentos:

      • um requerimento explicando por que não conseguiu se formar dentro do prazo e traçando um plano de ações para conclusão do curso, indicando quais disciplinas estão faltando para se formar e em qual semestre pretende cursá-las (Formulário-requerimento-geral).
      • uma declaração** impressa, datada e assinada pelo orientador de TCC do aluno, afirmando que o trabalho tem condições de ser concluído caso a prorrogação seja concedida. (ATENÇÃO: sem esta declaração o pedido de prorrogação será automaticamente rejeitado.)

*Caso tenha solicitação de prorrogação anterior (processo já existente), ir até o Departamento de Administração Escolar (DAE) e solicitar reencaminhamento do processo para Coordenadoria.

**Não há um formulário padrão para a carta e para a declaração do orientador.

O processo será encaminhado ao Colegiado do Curso para ser analisado. Caso aprovada a solicitação, será concedida prorrogação por apenas um semestre letivo. O aluno deve demonstrar desempenho adequado nas disciplinas cursadas durante o semestre de prorrogação para, caso necessário, efetuar um novo pedido de prorrogação para o semestre seguinte.

 

Colação de Grau em Separado (Gabinete)

 

Informamos que as colações de grau em gabinete são realizadas nas seguintes situações:

      1. Aprovação em Programa de Pós-Graduação – Mestrado;
      2. Aprovação em Programa de Pós-Graduação – Doutorado;
      3. Aprovação em Concurso Público;

Oferta de emprego que exija comprovante de colação de grau e/ou registro em Conselho de Fiscalização Profissional.

Casos excepcionais, plenamente justificados, serão analisados pelas Coordenadorias de Cursos de Graduação e pela Direção do CTC.

Os demais casos seguirão o protocolo de colação de grau oficial da UFSC.

Veja o procedimento para Colação de Grau em Gabinete em: http://portal.ctc.ufsc.br/colacaogradugabinete/